quarta-feira, 30 de abril de 2014

Xô-Carrapatos!

 
 Xô Carrapatos!

Bolas! Esqueci-me de anunciar a caminhada... rssssssssssssss... e os caminhantes, muitos!, já passaram à minha porta.
Cada ano são mais... para afugentar os carrapatos!
Por isso... Xô Carrapatos!

Devolvidos 20% dos cortes nos salários da função pública

Devolvidos 20% dos cortes nos salários da função pública

Comentário meu: Ah ah ah ah ah... estão no gozo com os tugas!

Devolvidos 20% dos cortes nos salários da função pública

Amianto na EB 2/3 de Amarante

 Amianto na EB 2/3 de Amarante

Passos promete "atacar" edifícios com amianto até ao verão

Secretário de Estado da Administração Escolar informou que este ano já foram intervencionadas 147 escolas

Aviso desde já que o edifício da minha escola já foi "atacado" e a obra de retirada do amianto está quase concluída... no Pavilhão Central. O que quer dizer que agora só falta retirar o amianto nos pavilhões 1, 2, 3, 4, 5 e Gimnodesportivo.
Gostaria de saber se este ataque á minha EB 2/3 de Amarante está contabilizado numa qualquer contabilidade criativa a dar, de somatório, o número de 147.
É só uma curiosidade minha... capice?

Cheira bem, Cheira a Eleições!

 
Cheira Bem, Cheira a Eleições!

Cheira a eleições e a malabaristos. Tira, põe, dá e baralha e volta a dar e a baralhar e a tirar e a pôr. Nos entretantos, não esquecerei as mentiras e as aldrabices. Do ps, do psd e do cds.
Tenho dito. Para que conste.
 
Devolvidos 20% dos cortes nos salários da função pública
 
Governo devolve 513 milhões à Função Pública e pensionistas (Económico)

Ministros cortam 1.400 milhões sem "sacrifícios adicionais para contribuintes"

TSU dos trabalhadores aumenta e passa a abranger a Função Pública (Económico)

IVA aumenta para 23,25%

Key for Schools - Danos Colaterais

 
 Key for Schools - Danos Colaterais

Os danos colaterais provocados pelos exames realizados em pleno decurso do ano lectivo parecem ser considerados pouco/nada importantes para o ministério da educação que insiste e volta a insistir numa programação imposta e que provoca uma instabilidade e perturbação não desprezáveis nas escolas portuguesas, nos seus alunos e professores que assim vêem os seus dias profundamente alterados. De notar que este período lectivo é diminuto, de apenas seis semanas para os anos terminais de ciclo, cortado por dois feriados nacionais a que acrescem os autênticos "feriados encobertos de aulas" que teremos de cumprir por imposição do MEC, isto no que diz respeito às aulas lectivas, bem entendido!
Ora vejamos o que se passa hoje pelas escolas portuguesas:
Começamos com a parte escrita do teste de diagnóstico certificado pelo Cambridge English Language Assessment/Exame de Inglês, Key for Schools. O exame nacional, obrigatório para os alunos de 9º ano, terá o seu início pelas 14 horas de hoje e interferirá com as aulas das restantes disciplinas de 9º ano, podendo essas disciplinas até ser Português e Matemática, também elas sujeitas a exame...  Aliás, já interferiu porque a última aula da manhã, para todas as turmas sujeitas à prova de Inglês, não foi leccionada e as da tarde... idem aspas aspas,também não serão leccionadas porque os alunos têm de almoçar e depois do exame têm de lanchar, que isto não é como no tempo da escravatura em que as pessoas trabalhavam de sol a sol! Eu própria estou a escrever este post porque 2/3 das minhas aulas semanais com uma das turmas de 9º ano já se foram para o ar, a bem dizer escafederam-se, volatilizadas pelas imposições do nosso querido MEC.
Sei ainda que há escolas onde hoje nenhuma aula se leccionou, nem leccionará! e aqui os estragos serão ainda mais profundos num período lectivo extraordinariamente diminuto.
Por hoje é tudo sobre esta temática.
No entanto, dia 19 de Maio, dia dos exames de Português para o 4º e o 6º ano darei mais novas destes danos colaterais. E voltarei a dar mais novas destes danos no dia 21 de maio, dia dos exames de Matemática para o 4ºe o 6º ano de escolaridade.
Só para que aqui fique registado, só para memória futura.

E só para terminar quero relembrar que no meu tempo de estudante acontecia uma coisa deveras estranha - os professores leccionavam os programas pensados para a totalidade do ano lectivo na totalidade do ano lectivo e, depois do ano lectivo acabar, os alunos eram sujeitos aos exames. 

Não era esquisito?

Por certo à conta desta esquisitice, algures lá atrás no tempo, uns génios descobriram a pólvora seca e vai daí Pumbas!
E deu no que deu. Deu nisto!

terça-feira, 29 de abril de 2014

2 Minutos - Para Que a Memória Não se Apague

2 Minutos - Para Que a Memória Não Se Apague

Pelos seis milhões de judeus assassinados pela barbárie nazi. Em Israel, é assim.
Estas imagens são de ontem, dia em que os judeus fazem questão de assinalar o Dia da Memória do Holocausto.
Para que a ignomínia não caia no esquecimento.





Com os meus agradecimentos ao David Leal.

História do Incrível

História do Incrível

"No estado de Nova Iorque, uma creche cancelou uma peça de teatro dos alunos invocando o seguinte argumento: nós estamos aqui para preparar as crianças para a sua carreira e não para brincadeirinhas teatrais. Numa carta assinada pelo director e quatro educadoras, a Harley Avenue Primary School (Elwood, NY) informou que o espectáculo marcado para 14 e 15 de Maio foi cancelado porque os alunos têm de continuar a trabalhar para que fiquem prontos para a "universidade e carreira". Repare-se que não estamos a falar de jovens de 16 anos, mas de crianças. A inocência está pela hora da morte."

Pode continuar a ler o texto de Henrique Raposo clicando aqui.

Comentário meu - Depois espantam-se com os actos de tresloucamento de alguns adolescentes...

A Palavra a César Garcia - KFS

A Palavra a César Garcia - KFS

«Escrevi um texto dirigido a todos os colegas do meu agrupamento em estilo “irónico-panfletário”, tentando despertar as consciências e fazer com que todos, ou pelo menos alguns, saiam do estado de adormecimento em que se encontram, e comecem a pensar pela sua própria cabeça. Já anteriormente usei este método que teve muito mais impacto do que eu esperava, e tenho esperança que desta vez aconteça algo semelhante. Os meios informáticos, quando bem utilizados, poderão ajudar a servir as nossas causas, e é por isso que eu sugiro a divulgação deste texto que poderá servir de inspiração para outros a enviar pela mesma via – o mail institucional. Segue-se então o texto da mensagem que acabei de enviar para as oito escolas do meu agrupamento que contam com centenas de professores:

Caros colegas
Permitam-me que me dirija a todos vós (novamente). Não posso deixar de o fazer porque tenho andado particularmente meditabundo nos últimos dias, principalmente desde que comecei a receber e-mails sobre a prova "Key for Schools" (vulgo KFS) que se realizará no próximo dia 30 de abril.
Tendo em conta que o meu estatuto me obriga a refletir sobre as coisas do Ensino e como sempre fui um dedicado professor, cumpridor dos deveres a que tão nobre e bem remunerada profissão me obriga, decidi partilhar convosco algumas ideias a propósito desta famigerada prova (mais uma) cuja realização tem vindo a ser afanosamente preparada.
Bem sei que hoje é domingo, mas como recebi as duas últimas mensagens, uma no dia 25 (que ainda é feriado) e a outra a 26 (sábado), não me parece abusivo comunicar com os meus colegas, já que, fins de semana e feridos parecem estar em vias de extinção.
Assim, fiquei a saber que os alunos e os professores precisam de almoçar nesse dia, enquanto as mesas são alvo de arrumação conveniente a partir das 12:00. Não importa que muitos alunos não tenham aulas a partir dessa hora, e que à tarde nem haja aula nenhuma, pois o período até é longo. Tudo pelos exames, nada contra os exames!!! Agora é que vai haver mais qualidade no ensino do Inglês, tinha era que haver um exame (mais um) e pronto, o problema está resolvido! Abaixo o facilitismo, viva a exigência! Viva o KFS!
Diz-se que este exame é feito através da generosa colaboração dum conhecido instituto de línguas, obrigatório para uns, facultativo (e pago) para outros, e até comparticipado pela ASE: os alunos do escalão A têm direito aos 25 euros e os do escalão B a metade desse valor. Eis como o erário público financia de forma, também ela generosa, uma instituição de ensino privada. E que mal é que isso tem? É tudo a bem da Nação!
E os professores do ensino público, ao vigiarem e classificarem o KFS, será que vão estar ao serviço duma cadeia de escolas de línguas privadas? Se calhar até vão, são portanto agentes do KFS, e certamente serão bem pagos para desempenhar essa tarefa.
Então e não é que a última [e-mail recebido ontem às 22:01] diz respeito ao material? – Lê- -se aí o seguinte: "o único material utilizado na realização da prova KFS, são lápis B ou HB e borracha, pelo que nesse dia [os alunos] devem ser portadores desses materiais".
Tenho que ser inovador! Há anos e anos que eu digo aos alunos que em testes e provas de exame só se pode usar tinta preta ou azul, pois agora vai ser tudo a lápis B ou HB, ai vai, vai!!!
Pensem nisto, poooor favoooor, e bom domingo.
Cordiais saudações
César Garcia (prof. na Esc. Sec. de Vergílio Ferreira)»"

segunda-feira, 28 de abril de 2014

25 de Abril, Sempre!

25 de Abril, Sempre!

"Comemoramos Abril sempre! Alunos, docentes e não docentes assinalaram os 40 anos do 25 de Abril, com músicas de Abril, na EB 2,3 de Amarante e na Biblioteca Municipal Albano Sardoeira."

Aqui deixo a partilha de um grupo corajoso, recentemente constituído, a trabalhar sem rede e com pouquíssimos ensaios no pêlo.
Agradeço a todos a companhia. Agradeço especialmente aos alunos envolvidos o empenho e o trabalho para além das horas lectivas.
Comemoramos Abril! Sempre!


Dia da Memória do Holocausto

 
Fotografia surripiada aqui



Listas de Vítimas do Holocausto nas  Paredes da Sinagoga Pinkas - Praga
Fotografia de Anabela Matias de Magalhães
 
Dia da Memória do Holocausto

Convencidos da sua pertença a uma "raça superior", os nazis perseguiram e tentaram eliminar minorias étnicas, ciganos, judeus, negros, mas também homossexuais e deficientes alemães.
Confesso que sinto dificuldade em escrever sobre estes factos e confesso que sinto sempre bastantes dificuldades em explicar esta parte da História aos meus alunos. Pela violência da barbárie à solta, sem freios de qualquer espécie, por essa Europa/Mundo fora.
Já aflorei este assunto em postagens anteriores aquiaqui e aqui. Sempre de forma muito desconfortável para mim... sempre receando a barbárie que continua à solta em nós... aqui e ali... à espera do clique...

Jovens marcham em Auschwitz em memória das vítimas do Holocausto

"Esta noite em Israel marca-se o Dia de Memória do Holocausto. Lembramo-nos dos 6 milhões de Judeus que pereceram no Holocausto como resultado das acções realizadas pela Alemanha Nazi e pelos seus cúmplices. Nunca Esquecer!"

Nunca esquecer!

Por isso, hoje, partilho um documentário filmado em 1945 mas que permaneceu inacabado, em arquivo muito bem guardado, até há pouco tempo. Foi finalmente terminado e divulgado, nomeadamente através do Youtube, legendado em português (basta clicar na opção legendas).
Aviso desde já que há imagens atrozes. Se não aguentarem a sua violência, não o vejam! Mas, em abono da verdade, estas imagens obscenas não devem/não podem permanecer escondidas.


Mundo Perigoso

Mundo Perigoso

Separatistas pró-russos tomam edifícios em mais uma cidade

Egipto recomenda pena de morte para mais 700 islamitas

Clínica dos Médicos Sem Fronteiras atacada na RC Africana

Ministro sul-africano atacado. Edifícios a arder

domingo, 27 de abril de 2014

Rua Eduardo Teixeira Pinto

Eduardo Teixeira Pinto em Pleno Tâmega Amado
Fotografia surripiada aqui.
 
Rua Eduardo Teixeira Pinto

No próximo dia 3 de Maio, pelas 15 horas, a União das Freguesias de Amarante - São Gonçalo, Madalena, Cepelos e Gatão, vai inaugurar a Rua Eduardo Teixeira Pinto, aqui mesmo em Amarante, na margem direita do Tâmega, na continuidade da Rua Manuel de Barros. Da cerimónia constará a colocação de uma placa toponímica com o seu nome num local tantas e tantas vezes calcorreado pelo Senhor Eduardo que ficará, para sempre, ligado ao seu Tâmega bem amado.
Nós, amarantinos, também os amamos, ao Tâmega e a Eduardo Teixeira Pinto, e por certo, não deixaremos de comparecer a esta singela, mas significativa, homenagem.
Aqui deixo o convite. Apareçam.

sábado, 26 de abril de 2014

Fenómeno

 
 
 Fenómeno

Surripiado aqui.
Sem comentários.

Ceia de Abril - FENPROF

Ceia de Abril - FENPROF - Restaurante Amaranto - Amarante
Fotografia de Anabela Matias de Magalhães
 
Ceia de Abril - FENPROF

Foi cumprida comme il faut, na madrugada do dia 25 de Abril de 2014. Com gente de diferentes quadrantes políticos, uns filiados, da direita à esquerda, e até gente que não filia em coisa nenhuma, nem nunca filiará, como é o meu caso, todos sentados à volta de uma mesa que soube ser plural e animada.
Gosto disto, confesso. Usaram da palavra, da palavra breve mas significativa, Manuela Mendonça, Coordenadora do Sindicato dos Professores do Norte, Maria José Gonçalves, amarantina de gema, sócia número oito deste sindicato e José Luís Gaspar, Presidente da Câmara de Amarante.

Nota - Os meus agradecimentos ao homem por detrás da organização, Zé Augusto, de seu nome!

A Palavra a Sérgio Niza

A Palavra a Sérgio Niza

Para ler atentamente.

Ser professor é um inferno

Boa Tarde!

Cravos de Abril - EB 2/3 de Amarante
Fotografia de Anabela Matias de Magalhães
 
Boa Tarde!

Abril, sempre!

sexta-feira, 25 de abril de 2014

A Palavra a Luís Costa


A Palavra a Luís Costa

"Em bom abono da verdade, a genuína democracia já foi varrida das escolas. Os professores, em quem tudo é conteúdo, são, cada vez mais, fósseis vivos de Abril: calam, consentem, não contestam, não lutam, não manifestam a sua opinião, não se defendem nem defendem o legado que receberam, e que deveriam, por inerência de missão, transmitir às novas gerações: a LIBERDADE, aquela que só existe quando vem de dentro. As escolas, atualmente, são barrigas de aluguer de qualquer coisa estranha, uma espécie de mutante evoluído do Estado Novo."

Subscrevo. E partilho, daqui, antes que o dia acabe... faço questão.

Aos Artistas/Alunos

EB 2/3 de Amarante - S. Gonçalo
Fotografia de Cadeco
 
Aos Artistas/Alunos

A todos os artistas/alunos que ontem participaram activamente no espectáculo realizado de tarde na EB 2/3 de Amarante, muitos! e à noite na Biblioteca Municipal de Amarante, poucos mas muito bons!, os meus melhores e maiores agradecimentos.
Tenham a certeza que, sem vocês, o espectáculo seria infinitamente mais pobre!

A todos os artistas/alunos/espectadores, que ontem souberam estar à altura do momento comemorado, os meus melhores e maiores agradecimentos.
Tenham a certeza que esse é o caminho do futuro.

A todos os outros... digo apenas que a Escola Pública, através dos seus representantes no terreno - professores e funcionários - tem de continuar o seu imenso e inesgotável trabalho...

Por último quero apenas para deixar um obrigada, do tamanho do mundo, a um Homem Amado chamado Salgueiro Maia.

A Amizade Bebe-se?

Amizade em Copos de Chá de Perpétuas Roxas
Fotografias de Anabela Matias de Magalhães
 
A Amizade Bebe-se?

Pois bebe... em saborosos golinhos de chá de perpétuas roxas da autoria da fadinha do lar conhecida  por Zinha, que, talvez preocupada com o estado das vidraças da Biblioteca Municipal Albano Sardoeira durante a nossa actuação de ontem, nos resolveu presentear com este amaciador de voz... e de coração também.
Nós, derretemos aos pouquinhos, a cada golinho...

Obrigada, Vizinha!

25 de Abril, Sempre!


Cravos Vermelhos - S. Gonçalo - Amarante - Portugal
Fotografia de Anabela Matias de Magalhães

25 de Abril, Sempre!

Hoje volto ao dia 25 de Abril de 2008 e ao post então por mim partilhado. Inevitável, este regresso, depois de ter escutado pela manhã, em sessão solene que assinalou a passagem dos 40 anos do 25 de Abril na Câmara Municipal de Amarante, à leitura de um poema feito, à época, por um querido aluno de "apenas" 14 anos de idade, hoje aluno a frequentar o curso superior correspondente aos seus desejos e aspirações.
A seu pedido, não o identifiquei quando publiquei o seu poema. Hoje republico-o e identifico-o orgulhosamente. O belíssimo poema é de Pedro Pereira.

Continuo a agradecer-to, Pi!

sexta-feira, 25 de Abril de 2008

25 de Abril, Sempre!


Cravos Vermelhos - S. Gonçalo - Amarante - Portugal
Fotografia de Anabela Matias de Magalhães

25 de Abril, Sempre!!!!!!

Sentei-me no jardim, na terra aquecida pelo solarengo dia que se vivia.
Estava no meio das flores e do chilrear dos pássaros.
Gentilmente toquei as ásperas pedras quentes que estavam a meu lado.
Olhos do mundo.
Perto delas estava um cravo
Fraco e débil
Saudoso do lar
Uma qualquer espingarda de Abril
Uma qualquer arma da revolução...
A Liberdade
O espírito perdeu-se
ou Evoluiu
o cravo vermelho foi esquecido
Mas naquele dia e nos outros eu era livre
Mesmo se nem sempre o valorizámos
Contudo
o cravo de Portugal
ou Portugal num cravo
jaziam no chão...
Propósitos perdidos
Ideais corrompidos.
A Liberdade não era a mesma
Coisas que não deviam ser esquecidas estavam perdidas.
Olhei o Céu e as Árvores e pedi conselhos.
Então num virar da ampulheta
Olhei à minha volta e vi cravos vermelhos
Até onde o olhar alcançava
E quem sabe mais além
A Liberdade de Abril
do Abril da Liberdade
subsistia.
Estava de novo viva.
Empunhada pelos jovens.
Então peguei na mais bela das pedras que estava ao meu lado
E tentei vergá-la mas não fui capaz.
Era Portuguesa e livre.
Tal como eu
Tal como nós.

25 de Abril, Sempre!!!!!!!!

Nota - Se clicarem no link a vermelho recuam direitinhos ao dia 25 de Abril de 2008 e ao inteiro conteúdo do post que assinalou esta data tão significativa para todos nós.
Elsa... só hoje vi, só hoje te respondi... sorry!

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Selfies do 24

Selfies do 24 - EB 2/3 de Amarante
Fotografias de José Gonçalves
 
Selfies do 24

Tiradinhas hoje, pelo rapaz das selfies! Mesmo depois do espectáculo de estreia.
Obrigada pelo registo, José Gonçalves!

Estreia

Comemorações dos 40 Anos do 25 de Abril
Fotografias de José Gonçalves
 
Estreia

Missão cumprida, com casa cheia!
Agora, é só continuar...

Cravos a Florir - Promessa Cumprida - Obrigada,Virgínia!

Cravos a Florir - EB 2/3 de Amarante
Fotografia de Anabela Matias de Magalhães
 
Cravos a Florir - Promessa Cumprida - Obrigada,Virgínia!

Prometidos há quinhentos mila anos, chegaram-me às mãos, enviados pela Virgínia, em ramalhete muito belo que me foi entregue pela minha filha.
Muito agradecida pelo teu trabalho manual, feito de papelotes coloridos e recortados com amor e carinho, Virgínia! Os teus cravos agora meus/nossos chegaram mesmo a tempo de integrarem as comemorações dos 40 anos do 25 de Abril!
E ontem já tiraram uma selfie... eheheh...

24 de Abril

 
 24 de Abril

Todos os rios vão dar ao Carmo...

quarta-feira, 23 de abril de 2014

25 de Abril - 40 anos

A Poesia Está na Rua... EB 2/3 de Amarante
Fotografia de Anabela Matias de Magalhães
A Poesia Está na Rua... EB 2/3 de Amarante
Fotografia de Antero Pereira
 
25 de Abril - 40 anos

Por estes dias, quem entra na sede do Agrupamento de Escolas de Amarante é brindado por um belíssimo cartaz, alusivo à História recente do nosso país, cartaz este que
recebe, revolucionariamente, toda a comunidade educativa.
O cartaz foi elaborado a pedido dos professores de História do 2º e 3º ciclos do agrupamento que não quiseram deixar de assinalar condignamente os 40 anos da revolução dos cravos, montando uma pequena exposição na Biblioteca Maria Eulália Macedo e executado por alunos do 8º e 9º anos, sob a orientação, inconfundível!, do Professor Antero Pereira, a quem tiro, desde já o meu chapéu!
Obrigada, Antero, pelo tua colaboração emotiva e generosa.

E dou-lhe a palavra:
 
"É um cartaz interactivo, já que permite que os alunos coloquem nos seus lugares respectivos as seis fotografias que correspondem a seis momentos importantes da história de Portugal do século XX: implantação da República (1910), golpe de 28 de Maio (1926), chegada de Salazar ao poder como primeiro-ministro (1932), criação da Mocidade Portuguesa (1936), tomada de posse de Marcelo Caetano (1968) e por fim a Revolução do 25 de Abril (1974).
Na base da construção deste cartaz esteve também uma função pedagógica.
Acresce que a imagem de Sophia de Mello Breyner, escolhida como ícone, justifica-se porque a concepção do cartaz enfatiza a poesia ligada à revolução: "A poesia está na rua!" (de Sophia, também ilustrada por Maria Helena Vieira da Silva). Figuram ainda versos de Jorge de Sena, Ruy Belo, José Carlos Ary dos Santos, José Afonso e Manuel Alegre." 

Nota - Pode ver outros trabalhos gráficos realizados para a escolinha, do Antero Pereira, clicando aqui.

Selfie dos Cravos

Selfie dos Cravos - EB 2/3 de Amarante
Fotografia de José Gonçalves
 
Selfie dos Cravos

A Selfie dos Cravos foi captada hoje, durante os ensaios para as comemorações dos 40 anos do 25 de Abril. A coisa parece estar a compor-se e a tomar forma, depois de para aí meia dúzia de ensaios...
Entretanto, amanhã faremos o ensaio final, já com público.

terça-feira, 22 de abril de 2014

Os/As Coristas

Os /As Coristas - S. Gonçalo - Amarante
Fotografia de Anabela Matias de Magalhães
 
Os/As Coristas

E os ensaios continuam...

25 de Abril - 40 Anos


 
 25 de Abril - 40 Anos

Pois este ano resolvemos comemorar a Revolução dos Cravos pela noite dentro... será logo a seguir à intervenção musical do Grupo Coral do Agrupamento de Escolas de Amarante, na Biblioteca Municipal Albano Sardoeira.
Aqui vos deixo o convite.

Convite

Programa de Festas - Comemorações dos 40 anos do 25 de Abril
Fotografia de Anabela Matias de Magalhães
 
Convite

Aqui deixo o convite para as comemorações dos 40 anos do 25 de Abril. Parte deste programa de festas desenrolar-se-á na sede do meu agrupamento, outra parte decorrerá na Biblioteca Municipal Albano Sardoeira.
Aqui deixo o convite para a comunidade educativa e para a população em geral. Apareçam! Vamos confraternizar e relembrar a alegria da esperança despontada naquela madrugada...

Enriquecimento do Centro de Recursos de História

Maqueta de Templo Grego - Centro de Recursos de História
Fotografia de Anabela Matias de Magalhães
 
Enriquecimento do Centro de Recursos de História

Lembram-se deste meu post?

A Partir da Maqueta de Um Vulcão...

"A partir da maqueta de um vulcão, espectacular, diga-se de passagem!, e que hoje quase passou debaixo do meu nariz deixando-me a babar de tão linda que estava!, elaborada por alunos do meu 7ºA, estes, vendo-me tão entusismada com a dita cuja, ainda por cima eu adoooooro vulcões!, ofereceram-se de imediato para a construção de maquetas para enriquecer o espólio do Centro de Recursos da Sala de História.
- A sério?! Fazem isso?! - perguntei eu, sabendo eles, e eu!, que tal trabalho não poderá ser feito durante as aulas, todas contadinhas para o cumprimento do programa em vigor que não nos deixa margem de manobra para estes trabalhos extra, que os agarram pela afectividade e pelo prazer de estarem a contribuir para o bem comum, para a felicidade, também!, de outros meninos e meninas que chegarão, todos os anos depois deste, infalivelmente, ao 7º ano de escolaridade.
Os temas ficaram à escolha deles e foram sendo lançados pela sala de aulas fora: uma maqueta dos monumentos megalíticos, em conjunto ou em separado, de Çatal-Hüyük, de Hacilar, das pirâmides de Gizé... enfim, a temática disponível é vasta, variada, infindável.
As maquetas serão feitas em grupo ou individualmente, durante as férias da Páscoa ou até ao final do ano que em trabalho voluntário não há regras a espartilhar a vontade e a criatividade dos meninos e e meninas, cinco estrelinhas! que eu tenho dentro da sala de aulas.
Bonito quando professores e alunos conseguem dar as mãos num projecto que tem de ser comum e que deve ser percorrido de forma harmoniosa e sem conflitos! Assim é o caso.
Darei novas deste trabalho que será só deles."

Pois o trabalho, deles, já começou a dar frutos e a Sala de História da EB2/3 de Amarante está, a partir de hoje, enriquecida com uma maqueta de um templo grego quase mais belo do que qualquer um original.
É certo, a M avisou-me "Professora, posso chegar um minutinho atrasada para ir ao portão buscar a maqueta que fiz durante as férias da Páscoa? É que não podia trazê-la logo de manhã porque podia estragá-la e a minha tia vem-ma trazer." mas nada, mesmo nada de nada!, me preparou para o que se seguiria.
A M chegou com a maqueta nos braços como quem ampara um filho muito amado e a minha boca abriu-se literalmente de espanto perante a alva perfeição de uma maqueta feita com amor, carinho, determinação, afinco, dedicação, brio, gosto pelo trabalho, sentido de partilha e generosidade sem igual. Aliás, a minha boca abriu-se de espanto e continua espantada, provocando um sorriso rasgado de orelha a orelha na cara da minha M.
E a turma toda rompeu num aplauso de aprovação e orgulho genuíno pelo resultado espectacular de um trabalho realizado durante as férias da Páscoa... e eu acompanhei-o, agradecida e emocionada.
A M podia ter aproveitado as suas férias para fazer mil e uma outras coisas... mas optou por se dedicar a um trabalho que agradará, por certo!, a todos os colegas que lhe seguirão as pegadas pela Sala de História adentro... e eu, não deixarei de a relembrar, enquanto ajudar a povoar e a enriquecer aquela sala que é de muitos, hoje, que será de ainda mais amanhã.

Obrigada, M!

Nota - Entretanto, soube-o hoje, já estão mais maquetas na forja...

Ir a Roma e Ver o Papa

Nós e o Papa - Praça de S. Pedro - Estado do Vaticano
Fotografias de Zé Rui e de Anabela Matias de Magalhães
 
Ir a Roma e Ver o Papa

Vi eu, viste tu, viu ele, vimos nós, vistes vós, viram eles. E eles eram aos milhares.
Garanto-vos que é tudo verdade. E por ser verdade, aqui ficam as evidências.

domingo, 20 de abril de 2014

Páscoa - Jóia de Luz

Páscoa - Jóia de Luz - S. Gonçalo - Amarante
Fotografias de Anabela Matias de Magalhães
 
Páscoa - Jóia de Luz

Foi a primeira vez que a Jóia de Luz viu sair o compasso... e não é que lá no meio reencontrou os seus guarda-costas?!

Páscoa - Acólitos

Acólitos - S. Gonçalo - Amarante
Fotografias de Anabela Matias de Magalhães
 
Páscoa - Acólitos

Os acólitos, do grego ἀκόλουϑος ou akóloutos, desempenham um importante papel de braços direitos e esquerdos dos párocos, ajudando-os nas celebrações das missas e noutras cerimónias religiosas católicas. Presumo que hoje, sem eles, não haveria saída de compasso para quase quase ninguém.
Por isso, obrigada acólitos, pela vossa generosidade! E por emprestarem o vosso colorido e alegria às ruas do centro da cidade.
Sem dúvida que tiveram um dia diferente... mas bem cansativo, não?
Aqui fica o registo fotográfico, animado!, à saída para mais uma volta, mais uma viagem...

Páscoa - Compasso

Compasso Pascal - S. Gonçalo - Amarante
Fotografias de Anabela Matias de Magalhães
 
Páscoa - Compasso

Por aqui o compasso pascal ainda sai religiosamente à hora prevista e os crucifixos ainda percorrem as várias freguesias da cidade entrando em todas as portas abertas para o efeito. Foi o que aconteceu hoje, na freguesia de S. Gonçalo, em dia de alegria, em dia de comemoração da ressurreição de Jesus para todos quantos nela acreditam.
A festa é bonita. Gosto destas capas vermelhas que esvoaçam com o andar e com a brisa que teima em ficar, do som das campainhas muito badaladas pelos acólitos, destes crucifixos que já entraram em casa dos meus avós paternos, aqui mesmo nesta rua onde ainda hoje permaneço... impossível não os recordar, hoje, a porta de sua casa escancarada e cheirosa do alecrim espalhado na entrada, a mesa farta de doçaria na sala de jantar esperando o compasso liderado pelo padre Morais, aquele que casou os meus pais e nos baptizou a nós...

sábado, 19 de abril de 2014

Páscoa - Desejos

 
Luz Divina - Basílica de S. Pedro - Estado do Vaticano
Fotografia de Anabela Matias de Magalhães
 
Páscoa - Desejos

Desejo uma Páscoa serena e tranquila a todos quantos por aqui passarem - familiares, amigos, conhecidos e desconhecidos também.
Sejam felizes! Sintam-se inundados por esta luz... divina?

Reencontro com a História - Roma

Panteão - Roma
Fotografias de Anabela Matias de Magalhães
 
Reencontro com a História - Roma

Foi o décimo quarto Reencontro com a História e foi cumprido com amor e carinho por entre as ruínas da capital do fabuloso Império Romano que se haveria de fragmentar às mãos, e também aos pés, dos inúmeros povos bárbaros que o liquidaram do ponto de vista político, económico e social, dando origem, assim, à estrutura política que ainda hoje mantemos e que é uma Europa de nações. Os bárbaros esfrangalharam-no, é certo, mas a herança destes romanos loucos, deste império fascinante feito de ordem, grandeza e fausto mas também de muito sangue e miséria, perdura entre nós ainda hoje, viva e bem viva, atraindo multidões do canto mais ocidental ao ponto mais oriental deste Planeta partilhado que tem de ser a Terra/Casa de todos nós.
A nós atraiu-nos. E deixou-nos de boca aberta de espanto perante a extensão das ruínas do fórum, a dimensão de um Coliseu, a escala inacreditável da cúpula do Panteão, os arcos de triunfo de Constantino e de Tito teimando em relembrar feitos de outros tempos, as colunas historiadas de Trajano e de Marco Aurélio ainda quase intactas elevando-se desafiadoras pelo céu adentro, as portas de bronze originais e gigantescas, a frescura da água cristalina jorrada pelas fontes romanas que há milénios apazigua a sede aos transeuntes... e que apaziguou a minha...
Em Roma, sê romano, diz-se. E nós assim fomos. E fomos seis. Todos professores de História, de um grupo muito especial que se conheceu em terras de ESA. Dois deles já estão aposentados. Eu ainda estou no activo mas fora da ESA desde 2009.
E depois? E depois continuámos a juntar-nos para calcorrear terras outras que temos desde sempre no coração.

Evidência Romana

Auto-Retrato de Cúpula com Intrusos - S. Andrea della Valle - Roma
Fotografia de Anabela Matias de Magalhães
 
Evidência Romana

Em Roma, fui romana.
Tenho dito.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Em Roma Sê Romano

Meninas de Letras - História - Queima das Fitas
Fotografia sei lá eu de quem...
 
Em Roma Sê Romano

Assim faço. Assim farei.
Assim faremos!

O Positivo

O Positivo - Amarante
Fotografias de Lúcia Sampaio e Anabela Matias de Magalhães
 
O Positivo

Não entrava no Positivo faz séculos, para ser sincera acho que lá não entrava desde o tempo da Maria Cachucha. Na quarta-feira passada, depois dos ensaios do coro para as comemorações do 25 de Abril, retornei ao Positivo para atacar um Senhor Arroz de Cabidela de comer e chorar por mais. O Positivo tem agora nova gerência, de Sr. Varejão e Lúcia Sampaio, está de boa saúde e recomenda-se. Já não posso dizer o mesmo do frango que estava no arroz em su sangre. Mas atenção! Ainda conseguiu tirar uma selfie mesmo antes de ser abocanhado por todos os presentes.
Durante a refeição, garanto, não houve cantoria. Depois é que foram elas... então acompanhados destes tocadores de viola amarantina... não vos digo, nem vos conto...
Sei apenas que repetiremos...

domingo, 13 de abril de 2014

Feira da Flor

Feira da Flor - Jardins da Casa da Calçada - Amarante
Fotografias de Anabela Matias de Magalhães
 
Feira da Flor

Fui vê-la, hoje, quase numa fugida, mas ainda com tempo para captar belas imagens de alguns expositores presentes.
Desejo muito boa sorte a todos. Também já fui proprietária de loja, aqui mesmo em Amarante, em tempos que já lá vão... a bem dizer ainda sou... sei bem que toda a ajuda é necessária!
E é certo que, em muitas áreas, já não há falta de escolha em Amarante.
Por isso, amanhe as suas compras por aqui mesmo! O comércio de rua agradece.

Nota - Não se esqueça que o comércio de rua ancora as cidades. E que Amarante não foge a esta regra.
 
Creative Commons License This Creative Commons Works 2.5 Portugal License.