sábado, 17 de junho de 2017

Perda

Palheiro - Escola Secundária de Amarante
Fotografias de Anabela Matias de Magalhães

Perda

Recordarei para sempre as tuas preciosas e irreverentes palavras e o teu sentido de humor improvável, refinado e desconcertante.

"A luz aumenta à medida que se corta no pavio"

Clap Clap Clap

Até sempre, Amigo!

Informação SPN - Ainda a Greve de Dia 21


Informação SPN - Ainda a Greve de Dia 21

Pela sua pertinência, transcrevo os esclarecimentos do SPN.

Serviços mínimos não impedirão a realização de uma grande Greve!


Cara(o) Colega,

O Colégio Arbitral previsto no artigo 400.° da LTFP decidiu, por maioria, fixar, para o próximo dia 21 de Junho, os seguintes serviços mínimos e os meios para os assegurar:

- recepção e guarda dos enunciados das provas de aferição e dos exames nacionais em condições de segurança e confidencialidade 
 um docente; 
- vigilância da realização dos exames nacionais 
 dois docentes (vigilantes) por sala; 
- vigilância das provas de aferição 
 um docente (vigilante) por sala; 
- cumprimento das tarefas do professor coadjuvante 
 um docente por disciplina; 
- cumprimento do serviço de secretariado de exames 
 o número de docentes estritamente necessário.
Esta foi decisão do colégio arbitral, pelo que qualquer medida tomada por uma direcção de escola ou agrupamento que ultrapasse aqueles limites é ilegal e susceptível de apresentação de queixa. Também o Ministério da Educação (ME) está impedido de alargar o número de docentes previsto no acórdão, o que até seria absolutamente ilógico, tendo em conta que o Tribunal Arbitral fixou os serviços mínimos exactamente de acordo com a proposta apresentada pelo ME!

Mas ainda que possa haver direcções de escolas e agrupamentos que extravasem o acima referido, isso não limita, de forma alguma, o direito a aderir à greve de qualquer dos docentes convocados em excesso face aos serviços mínimos fixados e de vir a estar, como tal, ausente ao serviço. Do mesmo modo, também todos os docentes ainda com serviço lectivo distribuído, bem como os que possam ter naquele dia reuniões de avaliação ou outro tipo de serviço incluído na sua componente não lectiva de estabelecimento têm, evidentemente, possibilidade de aderir à greve.

Aliás, esta estipulação de serviços mínimos reforça as razões para a realização de uma grande greve por todos os outros docentes com serviço distribuído! [ver declaração do Secretário-Geral da FENPROF]

Quanto aos professores que venham a ser convocados para serviços mínimos propõe-se que utilizem um autocolante ou um papel impresso para colocar ao peito como consta nesta imagem.

Assim, o SPN e a FENPROF desde já apelam a que a adesão possa vir a constituir uma forte demonstração dafirmeza  e da determinação dos docentes em lutar por todos os objectivos que foram fixados para a sua luta. De facto, para cada um e nós, importa reflectir sobre isto:

Aceita-se que, em 2018, havendo descongelamento das carreiras na Administração Pública, não se garanta o descongelamento da carreira docente?

Se o desgaste que afecta a profissão docente e o envelhecimento dos profissionais são problemas reconhecidos por todos, governantes incluídos, por que razão estes impõem uma aposentação cada vez mais tardia?                                                                                                                                                                    

E ganharão as escolas e a sua autonomia, se competências que são suas forem transferidas para os municípios, passando estes a intervir em níveis que, de forma alguma, deverão ser da sua responsabilidade?

- Por que razão, tendo os professores sido excluídos do PREVPAP – Programa de regularização extraordinária dos vínculos precários na Administração Pública –, o concurso extraordinário para vinculação de docentes deixa de fora cerca de 85% dos que têm vínculos precários?

Por que razão estão os professores obrigados a um trabalho semanal efectivo, em média, superior a 46 horas, dada a não clarificação do conteúdo das suas componentes lectiva e não lectiva e o preenchimento das horas de redução por desgaste idade e tempo de serviço com actividades e tarefas profundamente desgastantes?

Das respostas a estas perguntas deverá depender a sua adesão ou não à Greve.

Saudações sindicais!

‘A Direcção

José Manuel Costa

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Razões para a Greve de Dia 21 de Junho


Razões para a Greve de Dia 21 de Junho

A palavra a Mário Nogueira.
E aqui deixo uma sugestão ao meu sindicato: decretem greve por tempo indeterminado para o início do próximo ano lectivo.
É que estamos fartos! Pelo menos, eu estou! Fartinha de nem carreira ter.
Vão buscar os milhões aos off-shores e afins! Se fazem o favor... sim?

Decretados Serviços Mínimos para Greve de Professores


Decretados Serviços Mínimos para Greve de Professores

Por mais que tente perceber não entendo como podem ser decretados serviços mínimos para trabalho que pode ser reagendado. Que haja serviços mínimos na saúde, certo! Mas na saúde pode tratar-se de um caso de vida ou de morte... ora, não é o caso.

E deixo uma correcção à notícia - a greve de professores não é aos exames mas sim a todo o serviço docente, incluindo exames.

Serviços mínimos decretados para o dia da greve dos professores aos exames

Fenprof discorda de serviços mínimos na greve. Nogueira manda pôr autocolante de protesto

Evasões - Jardim e Jardinagem

Jardim da Barca - Serra da Aboboreira - Amarante
Fotografias de Anabela Matias de Magalhães

Evasões - Jardim e Jardinagem

Embarcar para a Barca faz parte da minha vida desde a mais tenra idade.
Abrir caminhos, reparar muros, cortar erva, podar árvores... e giestas... e tojo, plantar espécies que se aguentem no Inverno rigoroso e no violento Verão, apanhar pinhas e castanhas, olhar os cogumelos de frente, admirar os líquenes que nascem agarradinhos aos troncos, arrancar silvas como quem arranca políticos, levantar a cabeça e apreciar as aves de rapina que volteiam sobre a minha cabeça, trabalhar no monte escutando o mágico cantar do cuco... arejar a mente mergulhando na Natureza é, para mim, condição imprescindível para guardar a minha sanidade mental.

Embarcar para a Barca faz parte da minha vida desde a mais tenra idade...

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Corpus Christi

S. Gonçalo - Amarante
Fotografias de Anabela Matias de Magalhães

Corpus Christi

Dizem que hoje é o dia dele.

FENPROF - Declaração Sobre a Greve


FENPROF - Declaração Sobre a Greve

Convém esclarecer que a greve nacional de professores e educadores, marcada para o próximo dia 21 de Junho, abrange todo o serviço docente.

Declaração sobre a Greve de 21 de junho

"No final de uma semana de intenso trabalho nas escolas e junto da população, pode afirmar-se que os indicadores que chegam das escolas são a de que, no próximo dia 21 de junho, os professores e educadores farão uma grande greve. Por unanimidade, foram aprovadas moções em muitas reuniões realizadas de norte a sul, todas elas apontando no sentido de uma grande disponibilidade dos professores para lutarem pelos seus direitos, por melhores condições de exercício profissional e por uma escola pública autónoma, livre de inaceitáveis ingerências, designadamente as que um processo de municipalização da Educação implicaria.
Ao longo da semana, da parte do Governo e do Ministério da Educação ouviu-se um discurso sem correspondência na prática. Isto é, apesar de o próprio Ministro da Educação ter afirmado que o diálogo decorria, tal não corresponde à verdade, não tendo sido aberta qualquer porta que o permitisse.
A três dias úteis da realização da greve a todo o serviço atribuído aos professores no próximo dia 21 de junho, a FENPROF fará um balanço da semana que passou e dirá o que espera que possa acontecer até ao dia da greve, sendo certo qu, cada dia que passa torna mais difícil o consenso, porque se aprofunda a mobilização dos professores. Assim, amanhã, 16 de junho (sexta-feira), pelas 15 horas, o Secretário-Geral da FENPROF fará uma Declaração à comunicação social, em que serão abordados, entre outros aspetos que, decerto, surgirão, os que antes se referem.
Esta Declaração será feita em Coimbra na sede do Sindicato dos Professores da Região Centro, sita na Praça da República. Convidamos os/as Senhores/as Jornalistas, agradecendo, desde já, a sua presença."

O Secretariado Nacional

A Palavra a Mário Nogueira


A Palavra a Mário Nogueira

Escute as razões dos professores exauridos. Pouco me importa o ar fresco do Mário Nogueira. O que me importa mesmo é saber o que ele diz em representação de todos os professores associados... e ele diz muito. E o que diz é acertado.
Por isso, e por muito mais, dia 21 estarei em greve.

Quando os "Professores" São os Maiores Inimigos dos Professores



Quando os "Professores" São os Maiores Inimigos dos Professores

Ou o boicote à greve a vir do interior de "nós". Será tudo gente de esquerda?

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Serviços Máximos - Greve Dia 21 de Junho


Serviços Máximos - Greve Dia 21 de Junho

A sem vergonhice não tem fim ou a história/posição de uma directora que "deixou de ser professora" perante a perspectiva de grande adesão à greve a todo o serviço docente marcada para o próximo dia 21 de Junho.

Espero que ninguém se apresente ao serviço.

Nota - Agradeço o envio do recorte ao SPN.

Hostel des Arts - Amarante



Imagens retiradas daqui

Hostel des Arts - Amarante

Vai reabrir um dia destes, depois da recuperação de que foi alvo, um dos mais emblemáticos edifícios do centro histórico de Amarante, outrora chamado Hotel Silva, e que agora prolongará a sua vocação original, e de sempre!, de acolhimento aos turistas que por aqui pretendam pernoitar. O movimento de turistas a entrar e a sair deste edifício faz parte das minhas memórias de infância, de criança nascida a poucos metros de distância, em casa igualmente virada para o rio e faz parte, estou certa, das memórias de quase todos os amarantinos.
Continuará, pois, dedicado à sua vocação de sempre, ao turismo, que não pára de crescer aqui por Amarante, beneficiando directamente do aumento dos voos das companhias de baixo custo que aterram todos os dias, em grande número, no aeroporto Sá Carneiro.
Aguardamos com expectativa a reabertura de um equipamento que faz uma enorme falta a esta margem direita da cidade e que contribuirá, por certo, para a sua almejada reanimação.
Entretanto, o Hostel des Arts está a recrutar colaboradores, por isso, se tem conhecimentos e experiência na área, se domina o inglês... envie o seu currículo para projeto@desarts.pt... e votos de excelente sorte para todos quantos arriscarem o trabalho!

terça-feira, 13 de junho de 2017

School Canteen - Ver para Querer


O Antes e o Depois - School Canteen - E. B. 2/3 de Amarante
Fotografias de Anabela Matias de Magalhães

School Canteen - Ver para Querer

Porque acreditamos que a qualidade e beleza do espaço em que nos movemos influencia o nosso bem-estar, a nossa boa disposição e mesmo a nossa receptividade relativamente às mensagens de apelo à prática de uma alimentação saudável junto dos nossos alunos, era nossa ambição, desde o primeiro momento de desenho do projecto Ver para Querer, intervir no espaço cantina da E. B. 2/3 de Amarante.
Ambicionávamos fazer mais, confesso, mas tal não foi possível pois faltaram-nos patrocínios indispensáveis para a renovação de tabuleiros, alguns a acusarem bastante o desgaste de anos consecutivos de uso diário, para a renovação de pratos, copos, talheres, as facas encontram-se já de lâminas algo gastas... mas a verdade é que nem tudo foi feito de "inconseguimentos" e muito trabalho foi já desenvolvido em menos de dois terços de um ano lectivo.
O espaço cantina, agora chamado School Canteen, alegrou-se, rejuvenesceu e está agora mais apelativo, mais bonito, mais cuidado, mais moderno, mais jovial, enfim, mais cool!
O espaço é exactamente o mesmo, mas a grande e escura parede de tijolo burro foi agora substituída por um enorme e belíssimo mural concebido pelo designer Carlos Gallo, um ex-aluno da nossa escola, intervenção que faz toda a diferença neste espaço.
As mesas continuam as mesmas, a maioria das cadeiras também se mantém, mas, de onde em onde, foram colocadas umas cadeiras coloridas, e para isso usamos prata da casa que andava espalhada pela escola, que introduzem aqui e ali uma nota de cor, um apontamento colorido que ajuda a quebrar a monotonia de um espaço que antes era soturno, triste, cinzentão e que agora está já uma explosão de alegria.
Se desistimos de fazer mais e melhor? Não, é claro! Para o próximo ano lectivo voltaremos por certo ao trabalho árduo com uma energia renovada.
As fotografias mostram-nos o antes e o depois de um espaço importante da E. B. 2/3 de Amarante - a nossa agora chamada School Canteen. Antes do "Ver para Querer" passar por lá e depois do "Ver para Querer" intervir lá.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Comer Bem É o Melhor Remédio


Comer Bem É o Melhor Remédio

Comer Bem É o Melhor Remédio?
Obviamente.

Lá estaremos, Senhora Bastonária da Ordem dos Nutricionistas!

O Desplante dos Sindicatos?!


O Desplante dos Sindicatos?!

Ou o desplante de quem nos assalta todos os dias das nossas vidas desde há mais de uma década?!!!!
A gente que faz a opinião está com medo à dimensão da greve?
Azar! Quem tem medo que compre um cão. Feroz, muito feroz! Porque não esmorecerão a nossa luta muito para além de justa!
Soube  hoje que devia quase cem euros à EDP. Eu?!!!!!!!! Que sempre paguei a sem vergonhice das contas que todos os meses a EDP me apresenta com rendas e mais rendas e mais rendinhas?!!!!!
Andam a mexer no meu bolso!  nos dos restantes portugueses e alguém tem de pôr travão a isto.
O dinheiro não chega para tudo? Pois não. A ambição desmesurada de alguns, a sua falta de ética, a corrupção praticada por uns quantos são um poço sem fundo que os portugueses pagam todos os dias.
Como diz o Paulo Guinote... Vão-se catar!
E no que de mim depender a greve até pode ser por tempo indeterminado.


Os Sismos e as Barragens do Tâmega


Os Sismos e as Barragens do Tâmega

A Terra é coisa indomável. Já cá estava muiiiito antes dos primeiros primatas a calcorrearem, já cá estava muiiiiiiiito antes dos primeiros hominídeos dela se começarem a apropriar.
A Terra não é nossa propriedade. Permanecerá depois de nos extinguirmos enquanto espécie.
Hoje tivemos um sismo com epicentro aqui mesmo em Amarante. Felizmente não foi muito forte... mas foi suficientemente forte para assustar muita gente. Não houve mortos nem feridos, nem tão pouco estragos materiais.
Vamos imaginar que os dois paredões da barragem previstos para Fridão, construídos em vale de fractura, já estavam em utilização, com uma albufeira literalmente sobre as nossas cabeças.
Vamos imaginar que o sismo era um senhor sismo. Vamos imaginar que o acidente quase impensável, quase inimaginável, acontecia...




terça-feira, 6 de junho de 2017

Anabela Magalhães - Um Caso Prático

Auto-Retrato - Serra da Aboboreira - Amarante
Fotografia de Anabela Matias de Magalhães

Anabela Magalhães - Um Caso Prático

Professora na Escola Pública desde os 24 anos, sem interrupções. Contratada quase até aos 40 anos. Vinculada a um agrupamento quase aos 50 e já com 55 anos de idade.
A que eu não nomeio neste blogue "reorganizou" a carreira dos professores e deu nisto: há mais dez anos atrás estava eu no 7.º escalão, quase a passar para o 8.º, numa carreira de dez escalões. Hoje, mais de dez anos passados, estou no 4.º escalão, numa carreira de dez escalões... o que quer dizer que sairei reformada aí a meio da carreira! Mas o que é isto?!
E para quê?! Para alimentar uma corrupção desatada, sem fim à vista?
Por isso, chega! Basta!
Chegou o tempo de dar aos nossos governantes agora da geringonça um enérgico não!
Há mais gente por aí assim completamente lixada?

21 de Junho - Greve Nacional de Professores


21 de Junho - Greve Nacional de Professores

E aí vamos nós! Contem comigo para tudo. Até para greve por tempo indeterminado.
Chega de gozarem com os mexilhões dos professores.
Quando os cortes começaram e a carreira foi alterada e congelada eu estava no 7.º escalão, numa carreira de 10 escalões... e com menos dez anos no lombo.
Hoje estou no 4.º escalão numa carreira de 10 escalões. Tenho 55 anos. O que é isto?

Sismo - Amarante - Não às Barragens


Sismo - Amarante - Não às Barragens

Por aqui a terra tremeu, dando sinal na maioria das casas, nas escolas, nas piscinas, enfim, um pouco por todo o lado graças a um sismo de 3,6 na escala de Richter. Alguns prédios mais antigos abanaram a bom abanar fazendo telintar as loiças no interior dos louceiros. Mas estamos todos bem.
Amarante resiste. Os Amarantinos também.

Tanto quanto sei, o sismo teve o seu epicentro a 2 km do paredão de jusante e a 5 km do principal paredão da prevista barragem de Fridão que mais parece uma guilhotina futura a pairar sobre a cabeça de cada amarantino.
O sismo teve o epicentro na falha tectónica por onde corre o rio Tâmega? Parece que sim.

Relembro, não brinquem com a nossa vida sff!
Não à construção das barragens do Tâmega!
Chega de paredes de betão!

Sismo abanou Amarante e foi sentido no norte do país

Amarante sem vítimas ou danos materiais causados por sismo
 
Creative Commons License This Creative Commons Works 2.5 Portugal License.