sábado, 3 de dezembro de 2016

Bravio

Imagem surripiada ao Bravio

Bravio

Hoje é, para mim, um dia triste.
Porque o Bravio está com fim anunciado e porque o Bravio não é um Bravio qualquer sendo que é distinto de todos os outros blogues escritos por professores, pelo menos dos que eu conheço e, amiúde, frequento.
A escrita do Luís Costa é livre, limpa, assertiva, provocadora, inconformada, lutadora, implicada, inteligente, sagaz, coerente, profunda, opinativa, inquietante. A escrita do Luís Costa é, assim, uma verdadeira extensão do seu tratador que assim permanece contra ventos e marés.
Se há ainda blogosfera docente, o Luís Costa vai deixar nela um buracão.
E assim vamos ficando infinitamente mais pobres porque menos diversos e menos plurais. E também menos combativos.... ainda menos combativos...

Obrigada pela tua caminhada única e ímpar, Luís Costa! Agradeço-ta sentidamente.

2 comentários:

Luís Costa disse...

Digo-te tudo (da amizade e da gratidão) neste fortíssimo abraço!
"The fighter still remains".

Anabela Magalhães disse...

"The fighter still remains"... eu sei.
Saudades já de te ler, meu Amigo!
Beijo enorme com muito carinho.

 
Creative Commons License This Creative Commons Works 2.5 Portugal License.