domingo, 25 de maio de 2008

Gregory Colbert - Feather to Fire

Já aqui falei deste Artista com A maiúsculo e do seu projecto Ashes and Snow. Hoje volto a este ser superior, à beleza destas imagens, à profundidade destas palavras, à harmonia deste convívio entre animais, à "quietude" e tranquilidade destas dunas que também são minhas.

Hoje volto às Dunas, volto ao Deserto que para mim é "Home". Volto a este vento quente que me acaricia a pele. Sento-me, estico-me ao comprido sobre esta Terra feita de areia que também é minha. Comungo. Misturo-me. Sou um grão. Apenas mais um grão neste mar de areia infinito, caloroso e sensual. Um grão.
Por hoje evado-me...

5 comentários:

Raul Martins disse...

Obrigado pela partilha.
Uma revelação.
Somos um grão de areia na beleza infinita do mundo que nos rodeia. Foi um momento de oração.
A minha oração da noite.
Também me evado com estas imagens.

DelfimPeixoto disse...

Gostei! Voltarei!

EMD disse...

Não encontro as palavras para dizer a impressão...

Anabela Magalhães disse...

É um momento de oração. Para mim também é. À minha maneira que não sei fazer de outra.

Anabela Magalhães disse...

Obrigada Delfim. Também voltarei aos teus blogues.

 
Creative Commons License This Creative Commons Works 2.5 Portugal License.